top of page

A Mente e as Ondas do Trabalho de Parto

Atualizado: 9 de set. de 2021


 

É muito comum que mulheres e gestantes já sintam seu corpo tensionar só de ouvir falar nas contrações do trabalho de parto. Não é pra menos, a graaande maioria das referências que recebem sobre isso ao longo da vida são negativas.


Mas um dos pilares mais importantes da preparação mental para o parto é trabalhar a base de crenças, as crenças limitantes que a gestante tem inseridas na sua mente. Essas crenças são o primeiro fator que afastará essa mulher de viver uma experiência positiva de parto.


Uma das sugestões que faço em relação à visualização de parto substituir o nome contração por onda.


Se onda não te remete a nenhuma experiência negativa, ela é uma excelente palavra para colocar no lugar.

Isso porque as ondas do trabalho de parto tem grandes semelhanças com as ondas do mar: elas vem e vão, não são contínuas; iniciam ao longe, vão se aproximando, aumentando sua intensidade, até atingir seu ápice, para então ir então reduzindo de intensidade, até chegar ao fim.


As ondas são a ferramenta que seu corpo tem para promover a dilatação do colo do útero que ao chegar aos 10 cm de abertura, permitirá a saída do seu bebê. Além disso, elas conduzem o seu bebê, guiando-o em direção à saída da sua pelve. Pense nisso, não seriam então as ondas importantes e poderosas para trazer o seu bebê ao mundo exterior?


Te convido a fazer o exercício de substituir as referências negativas que dizem que elas são significado de dor, sofrimento, por referências que as colocam como a ferramenta poderosa que seu corpo tem para trazer o seu bebê do seu ventre para o seu colo. Sempre que você pensar em contração, sugiro que você feche os olhos, respire, a conscientemente, substitua esse pensamento limitante pelo pensamento potente de uma onda que carrega o seu bebê pela sua pelve.


Topa fazer esse exercício?



10 visualizações

Posts Relacionados

Ver tudo

Comentários


bottom of page